22 Dez 2014

   
Efeito analgésico da acupuntura

A acupuntura atua no sistema supressor da dor. O estímulo promovido pelas agulhas gera impulso para a liberação de neurotransmissores .

Há uma participação de peptídeos endógenos morfino miméticos . O efeito analgésico é produzido tanto em nível central como em nível local

Os resultados do tratamento das dores crônicas revelam-se comparáveis aos de numerosos analgésicos , compreendendo os morfínicos .

A analgesia obtida através do agulhamento seco, "efeito agulha", ocorre tanto no agulhamento local (s ítio de dor máxima /trigger zone) bem como nas punções à distância do s ítio doloroso. Cada s ítio apresenta um nível ideal ou ótimo de estimulação; evidenciando desta forma a existência de uma organização somatotópica para p efeito analgésico decorrente da hiperestimulação. Experimentos realizados por Han e Terenius (1982) e Takagi (1982) mostraram que o LCR de animais submetidos à acupuntura quando transfundidos para animais de controle elevava o limiar nociceptivo nestes , caracterizando desta forma a presença de neurotransmissores no efeito da acupuntura.

Os peptídeos opióides endógenos participam deste efeito analgésico especialmente quando os estímulos são aplicados distantes do ponto doloroso (Fields . HL e col,1978; Kerr, FNL e col,1976).Basicamente os impulsos envolvem alças de feedback que modulam os impulsos nociceptivos como é demonstrado na analgesia produzida por estimulação.

Os peptídeos opióides endógenos , especialmente a endorfina ( com potente ação analgésica ) se distribuem e possuem receptores em áreas ( PAG, RVM, CDM) nas quais a estimulação elétrica produz sens ível alívio da dor. ( Precher,WH e col.1988, Fielda HL e col,1978) Embora se questione acerca de uma atividade tônica intríseca destes peptides em condições fisiológicas , entretanto , é consenso que são necess ários estímulos para ativar o sistema dos peptides opióides endógenos como ocorre com a aplicação da acupuntura.

Autores descrevem atividade analgésica da endorfina mediada por receptor próprio bem como através da liberação de metil encefalina ( Rang,HP e col 1995 ; Suh , HH e col.1988-1992) . As encefalinas agem principalmente via receptores para promover efeito analgésico enquanto as dinorfinas têm ação antinociceptiva mediada por s ítios receptores .Foi demonstrado que quantidades substanciais de endorfinas e metil encefalinas são encontradas em tecido subcutâneo inflamado , mais precisamente dentro das células do tecido imune presentes local da inflamação ( linfócitos T e B , monócitos e macrófagos ). Os macrófagos constituem alvo para a substância P que pode ser liberada durante o procedimento da acupuntura quando a agulha atua sobre os aferentes primários .

 
Copyright © 2001-2014
Textos com reprodução autorizada
desde que citada a fonte

Quem somos  |  Nosso Staff Médico  |  Pesquisa de Opinião  |  Monitoramento via Web
Editorial da semana  |  Conteúdo em destaque  |  Notícia em foco  |  Ponto de vista